FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


O MUNDO JAZ MERGULHADO NO MESMO PECADO DE SODOMA E GOMORRA...
 
O mundo dos homens, ausentes de Deus, vestiu-se com a bandeira do pecado da sodomia, reivindicando como próprio, o direito de cometer tal pecado, tendo como justificativa a perseguição por parte dos que lhes querem tirar esse direito de agirem livremente. De fato, por um lado têm razão, pois, receberam o livre arbítrio, e por ele podem fazer a opção sexual que quiserem, sem que sejam importunados; por outro lado, perdem a razão quando tentam impor suas escolhas a todos, como querem fazer por meio da ideologia de gênero; de manifestações de suas opções sem respeitarem a liberdade religiosa dos outros; da imposição, pela internet e outros meios, de tais opções, ou ainda, da doutrinação massiva midiática de suas práticas.
 
Ora, vivemos numa sociedade democrática onde todos têm direitos e deveres; onde um direito não pode se sobrepor aos demais sem que traga graves consequências para todos. Logo, o que estamos vivendo ultimamente é uma guerra ideológica envolvendo costumes e valores religiosos e não religiosos, onde os que se dizem minoria, na verdade, se manifestam como maioria; e os que aparentemente são maioria não se manifestam como tal. E o que vemos são agressões verbais, físicas e morais; pois, ao que parece, no mundo dos homens de hoje não tem mais lugar para a tolerância, o bom senso e o respeito que cada célula de nossa sociedade merece.
 
Com efeito, dentro dessa guerra, os que fizeram livremente suas opções sexuais, as defendem com unhas e dentes por se verem no direito de manifestá-las livremente, a ponto de que, qualquer palavra ou opinião contrária, já serem taxadas de homofobia, e serem condenadas e levadas às barras da justiça, ou ainda serem perseguidos midiaticamente ou não os que ousam contraria-las. Enquanto que, os que não fizerem tais opções e nem simpatizam com elas, se vêm no direito de serem respeitados em suas convicções, não aceitando as imposições ou massificações contrárias aos valores que agregaram para suas vidas. E em meio a tudo isso, se encontram as autoridades constituídas, os indiferentes, e os que defendem ou não, uns ou outros, sem se envolverem diretamente nesta guerra.
 
E o que dizer de tudo isso? De que lado nós estamos? Aprendi do Senhor que a vida humana é sagrada e dom de sua bondade para a felicidade nossa, e que não pode haver nem vida nem felicidade onde não há lugar para Deus reinar por meio de suas Leis e Mandamentos. Cabe a nós a obediência perfeita às suas Leis, pois é por essa obediência que o amamos e o seguimos em Seu Filho, Jesus Cristo, que foi “obediente até a morte e morte de cruz.” Pois o pecado da humanidade consiste em não amar a Deus; porque nós só o amamos de verdade quando obedecemos aos seus Santos Mandamentos e ao que Seu Filho, Jesus Cristo nos ensina até hoje, pois Ele está vivo e ressuscitado no meio de nós.
 
Então, posso me pronunciar de que lado estou, estou carregando a minha cruz de cada dia, seguindo Jesus Cristo, o Senhor de minha vida, por meio da obediência aos seus santos mandamentos; e digo mais, não vejo outra prática que nos leve a felicidade temporal e eterna. Qualquer outra prática que não seja conforme a Lei de Deus, não nos convém, porque nos levará à ruína temporal e eterna, pois estamos vivendo neste mundo em vista da vida eterna. Meditemos o que São Paulo nos ensina a esse respeito, na Carta aos Romanos:
Os que vivem segundo a carne gostam do que é carnal; os que vivem segundo o espírito apreciam as coisas que são do espírito. Ora, a aspiração da carne é a morte, enquanto a aspiração do espírito é a vida e a paz. Porque o desejo da carne é hostil a Deus, pois a carne não se submete à lei de Deus, e nem o pode. Os que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus.”
 
Vós, porém, não viveis segundo a carne, mas segundo o Espírito, se realmente o espírito de Deus habita em vós. Se alguém não possui o Espírito de Cristo, este não é dele. Ora, se Cristo está em vós, o corpo, em verdade, está morto pelo pecado, mas o Espírito vive pela justificação. Se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dos mortos habita em vós, ele, que ressuscitou Jesus Cristo dos mortos, também dará a vida aos vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que habita em vós.”
 
Portanto, irmãos, não somos devedores da carne, para que vivamos segundo a carne. De fato, se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras da carne, vivereis, pois todos os que são conduzidos pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.” (Rm 8,5-14).
 
Paz e Bem!
 
Frei Fernando Maria,OFMConv.
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 28/06/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras