FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


A REDE GLOBO E A FARSA SOBRE A DITA QUESTÃO TRANSGÊNEROS...
 
No último domingo (20/9/2015) a rede Globo de televisão, transmitiu reportagem sobre a dita questão transgêneros, cujo título é: “Hospitais brasileiros pesquisam e cuidam de jovens transgêneros: Adolescentes sentem pertencer ao gênero oposto. Dilema desafia pais e mães no mundo inteiro”. Pelo que foi visto posso afirmar categoricamente a manipulação da reportagem em defesa da bandeira do homo afetiva, que essa emissora defende com unhas e dentes, por meio das suas teledramaturgias, e na maioria de sua grade de programação.
 
E aqui deixo bem claro, que não estou combatendo ou querendo coibir o comportamento homossexual, ou apresentando algum tipo de descriminação ou defendendo a perversa homofobia; pois, todos nós temos o livre arbítrio, que é o poder de decidir sobre tudo em nossa vida, e por isso mesmo, respeito profundamente quem quer se comportar deste ou de outro modo. Entretanto, chamo a atenção, pois uma criança de 2 anos não tem o seu livre arbítrio ainda formado, porque a maturidade do livre arbítrio se alcança a partir dos 7 anos de vida, conforme a psicologia ensina. Por isso, embasado nos estudos do comportamento humano, posso tecer minhas considerações sobre esta reportagem e o meio que a transmitiu; mesmo sabendo que não serei compreendido por parte daqueles que seguem essa emissora e as teses que ela defende.
 
Todavia, onde se encontra a manipulação da reportagem? Simples, qualquer psicólogo sério conhece os mecanismos modificadores do comportamento humano. Por exemplo: o behaviorismo, que é uma das correntes da psicologia, ensina que “o comportamento humano ao sofrer a influência do meio e dos processos mentais, é facilmente modificado e até controlado”; assim, pois, para a psicologia, a personalidade humana é formada a partir do 0(zero) aos 7(sete) anos, sofrendo sempre a influência do meio em que vive, e seus mecanismos internos. Desse modo, qualquer indivíduo que está em formação sofre tais influências e apresenta o comportamento pelo que é influenciado.
 
Ora, a reportagem apresenta não só adolescentes como diz o enunciado acima, mas também crianças de 2 anos manifestando o que chamam de comportamento “transgênero”, que na verdade é o comportamento “homo afetivo”. Ora, que fique bem claro, Ela já começa a manipulação por ai, pois em se tratando de comportamento, a ciência psicológica, como foi dito acima, ensina que ele pode ser modificado de acordo com a intenção ou o interesse de quem está tentando modificar esse ou aquele comportamento; por exemplo: uma mãe que está grávida, mas deseja um bebê do sexo masculino, porém, concebeu um bebê do sexo feminino; caso essa mãe rejeite tal criança concebida, a psicologia ensina que essa mãe ao rejeitar seu bebê do sexo oposto ao seu desejo, está manipulando essa criança e levando-a a ter um comportamento que seja aceito pela mãe que a concebeu.
 
Então, essa ideia ou concepção de que a criança já nasce com algum distúrbio de ordem sexual, diferente de sua composição natural, é falsa, tendo em vista que a sexualidade é determinada naturalmente pelos genes x e y. Existe o caso especial do hermafrodita (que é o indivíduo que nasce com os dois órgãos sexuais), mas neste caso, o órgão que mais se destaca é o que prevalece, não modificando o comportamento de quem nasce assim, pois a tendência segue naturalmente o órgão que se destaca. Ora, a reportagem em nenhum momento procura um profissional que tenha uma visão diferente das teses defendidas pela emissora. Pois, infelizmente, ela assumiu de vez essas teses e tenta manipular ou influenciar a todos que a assistem para que faça o mesmo; e combate tenazmente quem é contrário a ela.
 
Portanto, não há nada de novo ou de se estranhar nas atitudes dessa emissora, pois, como é do conhecimento de todos os que sofreram a repressão militar nas décadas de 60, 70 e 80; a Rede Globo de Televisão é uma cria da Ditadura Militar que se implantou no Brasil, como tentáculo da CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos da América), que na época treinou muito bem o jornalista que se tornou dono da tal conglomerado midiático, que por muitos anos serviu à mesma ditadura militar e aos governos que se sucederam; sempre procurando manipular, anos após anos os eleitores e o resultado das eleições, puxando sempre “a sardinha para a sua brasa”.
 
Hoje os seus sucessores continuam a mesma saga, porém, agregaram novas bandeiras com a clara intenção de continuar mandando nas mentes que lhes assistem. Triste Nação a nossa, cujos habitantes dependem dos meios de comunicação reinantes para ter algum lazer ou “novidades lúdicas” ou mesmo informativas, que na verdade lhes envenena a vida, e os leva a perca da liberdade, que é justamente o livre arbítrio que de Deus recebemos.
 
Paz e Bem!
 
Frei Fernando Maria,OFConv.
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 24/09/2015
Alterado em 29/09/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras