FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 16,15-20)(25/5/18)
 
Caríssimos irmãos e irmãs, a humildade é a base de todas as virtudes e das graças darramadas sobre nós, pois, como está escrito: "Deus resiste aos soberbos, mas dá sua graça aos humildes." (Pr 3,34). Mas, por que essa virtude é tão importante para a vivência da fé? Porque ela é a via de perfeição escolhida pelo Senhor, para vir até nós e participar de nossa pequenez; como escreveu São Paulo: "Dedicai-vos mutuamente a estima que se deve em Cristo Jesus. Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo, assemelhando-se aos homens. E, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz."
 
De fato, o Senhor já havia ensinado isto aos seus discípulos: "O maior dentre vós será vosso servo. Aquele que se exaltar será humilhado, e aquele que se humilhar será exaltado." Daí entendemos claramente o ensinamento de São Pedro na primeira leitura de hoje: "Caríssimos, rebaixai-vos, pois, humildemente, sob a poderosa mão de Deus, para que, na hora oportuna, ele vos exalte. Lançai sobre ele toda a vossa preocupação, pois ele é quem cuida de vós."
 
Hoje a Igreja celebra o martírio de São Marcos, ele que conhecera Jesus quando ainda era adolescente e estava presente no momento de sua prisão no Horto das Oliveiras, como ele mesmo relatou quando escreveu o Evangelho baseado nas pregações de São Pedro: "Seguia-o um jovem coberto somente de um pano de linho; e prenderam-no. Mas, lançando ele de si o pano de linho, escapou-lhes despido." É interessante notar que, como Jesus, todos os que o seguiram foram barbaramente assassinados, exceto o discípulo amado que morreu exilado na ilha de Patmos onde escreveu o Evangelho, o Livro do Apocalipse e as três cartas pastorais.
 
Conclusão: Caríssimos, viver humildemente é ter consciência de que nada temos e que tudo o que somos e temos são graças derramadas por Deus em nossas almas; é também saber que um dia perderemos tudo, e que por nossa defesa só teremos as obras de misericórdia, praticadas sob a graça da humildade, que fala no silêncio mais profundo de quem faz tudo para o bem de todos e a maior glória de Deus. Fora isto, silêncio, esperemos, pois o dia eterno vai chegar e nesse dia todos seremos julgados com a justa justiça pelo Justo Juiz esperado. "Então cada receberá do Senhor o louvor que merece."
 
Paz e Bem!
 
Frei Fernando Maria OFMConv. 
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 25/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras