FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Jo 15,12-17)04/5/18)
 
Caríssimos irmãos e irmãs, a vivência da fé não é fruto do acaso, nem da razão, embora usemos ela como instrumento de discernimento em nossas escolhas e decisões. De fato, Deus sempre fala à nossa consciência, que é o tribunal espiritual onde são julgados os nossos atos. A vivência da fé é fruto do Espírito Santo e daqueles que Ele escolheu para levar adiante a missão salvadora de Cristo Jesus que os envia com sua autoridade e o seu poder redentor. 
 
Quando alguém se apresenta sem ser enviado, causa transtornos desagregando a comunidade, como vimos na primeira leitura de hoje. Ora, na Carta aos Gálatas, São Paulo nos alerta quanto à isto: "Estou admirado de que tão depressa passeis daquele que vos chamou à graça de Cristo para um evangelho diferente. De fato, não há dois (evangelhos): há apenas pessoas que semeiam a confusão entre vós e querem perturbar o Evangelho de Cristo. Mas, ainda que alguém - nós ou um anjo descido do céu - vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema. Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado!"(Gl 1,6-9). 
 
De fato, a Igreja existe como Corpo de Cristo, comunhão perfeita dos eleitos, isto é, dos filhos e filhas de Deus à caminho do Reino dos Céus, por isso, quando Jesus disse: "E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus." Ele confirma a sua Palavra para que seja mantida a unidade do Seu Corpo Místico pelo vínculo do Espírito.
 
No Evangelho de hoje, os Apóstolos receberam do Senhor o mandamento do amor, capaz da dar a vida pelos amigos como Ele mesmo a deu. Ora, é isto que constitui o Reino de Deus e à sua justiça, amar sem medida, porque quem amar assim vive a unidade perfeita dos que receberam a salvação e a transmitem com o seu testemunho de fé, de esperança e de vida eterna. 
 
Conclusão: No mundo tudo passa, por isso, ninguém fica aqui por muito tempo, mas precisamos nos preparar para o encontro definitivo com o Senhor, que em seu infinito amor nos dará a recompensa pelo bem que aqui fizemos e vivemos como graças por Ele preparadas para que nós as praticássemos.
 
Paz e Bem!
 
Frei Fernando Maria OFMConv. 
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 04/05/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras