FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


Homilia do 21°Dom Tempo Comum (Jo 6,60-69)(26/8/18).
 
Caríssimos, vivemos no mundo das escolhas e decisões; num mundo onde tudo é transitório como o tempo que passa; todavia, desde já Deus nos dá os valores eternos para vivermos aqui como seus filhos e filhas. Ora, um desses valores é a fidelidade com a qual nós o amamos pela obediência à sua Palavra, expressa nos ensinamentos do seu Filho, Jesus Cristo, dos Apóstolos que o seguiram e de sua santa Igreja conduzida por seu Santo Espírito na pessoa do santo Pedre.
 
Amados irmãos e irmãs, a prática da fé em assumir a nossa filiação divina é progressiva até atingirmos a santidade desejada sem a qual ninguém poderá ver a Deus. Para isso se faz necessário trilharmos as vias da perfeição que o Senhor nos ensina: a prática dos sacramentos, e especialmente a Santa Eucaristia; a meditação da Palavra de Deus; a vida de oração permanente como encontro com o Senhor, e as obras de misericórdia para que o amor com que amamos realize os seus intentos naquilo que vivemos.
 
São Paulo na segunda leitura de hoje faz uma comparação entre o sacramento do matrimônio e a união entre Cristo e a Igreja sua esposa, mostrando que o fundamento que une os esposos é sagrado, porém, precisa do amor mútuo dos mesmos para atingir a perfeição desejada por Deus. Assim, o marido deve amar a sua esposa, como Cristo ama a sua Igreja, para torná-la santa e irrepreensível. E isso se estende também à todos nós no amor fraterno. 
 
Por fim, escutemos o Senhor no Evangelho de hoje: "O Espírito é que dá vida, a carne não adianta nada. As palavras que vos falei são espírito e vida. Mas entre vós há alguns que não creem”. Caríssimos, a fé é dom do Espírito Santo e nós a recebemos no batismo para vivermos em tudo a Vontade de Deus, por isso, disse o Senhor: "Ninguém pode vir a mim, a não ser que lhe seja concedido pelo Pai”. 
 
E logo em seguida indagou dos Apóstolos: “Vós também vos quereis ir embora?” Ao que Pedro representando os Apóstolos, respondeu: “A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna. Nós cremos firmemente e reconhecemos que tu és o Santo de Deus”. Portanto, essa é a fé que da Igreja recebemos e sinceramente professamos, razão de nossa alegria em Cristo Jesus, nosso Senhor. 
 
Paz e Bem! 
 
Frei Fernando Maria OFMConv. 
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 26/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras