FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


Homilia do 1°Dom da Quaresma (Lc 4,1-13)(10.03.19)
.
Caríssimos, a tentação é uma ação do maligno que, como vimos, não poupa ninguém nem mesmo Jesus Cristo, o Filho de Deus. Mas, por que o maligno detem esse poder? Porque não tem nada à perder, uma vez que já foi julgado e condenado eternamente (cf. Jo 16,11), por isso, faz de tudo para distilar seu ódio contra Deus, atirando-se contra as suas criaturas; porém, seu tempo já está se esgotando e lhe resta muito pouco. De fato, se ele pudesse já haveria destruído a criação e todas as hostes celestiais.
.
Não resta dúvida que estamos na batalha final contra os poderes do mal; de certo, esses poderes não suportam a verdade, o amor, a humildade, a misericórdia, a obediência, a santidade e a justiça, porque todos esses valores eternos são atributos divinos que Deus derrama como graças nas almas que lhe obedecem seguindo em tudo o seu Filho nosso Senhor Jesus Cristo.
.
No Evangelho de hoje, Jesus, cheio do Espírito Santo foi conduzido ao deserto para ser tentado pelo diabo; ora, o deserto é sinônimo de morte, pois quase nada natural subexiste nele sem que receba a devida adaptação da lei natural que Deus pôs nas criaturas para resistirem e sobreviverem às intempéries. Se pensamos espiritualmente veremos que as condições adversas das tentações nos levam à total dependência do Senhor para que por seu poder vençamos todo o mal.
.
A narrativa de São Lucas no Evangelho de hoje apresenta três tipos de tentações mais frequentes, são elas: a tentação do prazer; a tentação do poder; e a tentação da idolatria, ou seja, contra nós mesmos, contra o próximo, e contra Deus. Em todas essas tentações Jesus nos ensinou que a arma invencível contra o maligno é a Palavra de Deus, obedecida e praticada fielmente.
.
Portanto, escutemos, então, esta exortação de São Tiago sobre a utilidade das tentações, sabendo que quanto mais tentados mais amados e protegidos por Deus para não sucumbirmos à elas: "Considerai que é suma alegria, meus irmãos, quando passais por diversas provações, sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. Mas é preciso que a paciência efetue a sua obra, a fim de serdes perfeitos e íntegros, sem fraqueza alguma."
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 10/03/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras