FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Lc 9,43b-45)(28/9/19)
.
Caríssimos irmãos e irmãs, a liturgia de hoje nos mostra que o modo como Deus realiza as suas obras é infinitamente superior ao nosso modo de pensar e de agir, e foi por isso, que à princípio os Apóstolos não compreenderam o anúncio da Paixão e morte do Senhor e tinham medo de lhe fazer perguntas sobre esse assunto.
.
De fato, como entender que depois de todos os sinais e prodígios realizados por Jesus, ele lhes faz um anúncio totalmente divergente do poder extraordinário que demonstrara por suas palavras e obras? Como entender que "aquele que tem todo poder sobre o céu e sobre a terra," se deixa dominar e massacrar pelo ódio dos seus algozes?
.
Ora, na segunda Carta aos Coríntios, o Senhor mostra a Paulo como se revela todo o seu poder, diz Ele: "Basta-te minha graça, porque é na fraqueza que se revela totalmente a minha força." (2Cor 12,9). Ou seja, a fraqueza da nossa natureza é a condição na qual Sua força redentora se revele com plena evidência à todos. Como Ele demonstrou na Travessia do Mar Vermelho (cf. Êx 14, 5-31).
.
Caríssimos, a nossa humilde condição nos leva à perfeita comunhão com o Senhor, porque a fé não é algo teórico ou mesmo o que entendemos sobre Deus e o mundo. Na verdade, ela é o dom de Deus que nos une à Ele por meio de Seu Filho, Jesus Cristo, para darmos os frutos de sua presença em nossa vida, uma vez que somente Nele existimos; e porque Ele nos ama, nos perdoa por sua divina misericórdia e nos conduz à vida eterna.
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 28/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras