FREI FERNANDO, VIDA , FÉ E POESIA

A vida, como dom, é uma linda poesia divina, declamemo-la ao Senhor!

Textos


CRER NO IMPOSSÍVEL...
 
Crer no impossível...
É transpor o limite de nossa razão...
É crer na Verdade de Deus...
que está trilhões de anos luz...
acima da verdade que somos no mundo...
 
Crer no impossível...
É saber que o tempo nos leva à eternidade...
E isso já é o impossível...
que não conseguimos deter...
 
Crer no impossível...
É dizer não à incredulidade...
e às teorias que a gera...
porque são imaginações fúteis...
que nos encerra no nada...
 
Crer no impossível...
É deixar de seguir os famosos ateus...
que dizem não crer em Deus...
mas nada fazem além de suas negações barulhentas...
 
Crer no impossível...
É dizer não ao pecado todos os dias...
Porque todos os dias ele se nos apresenta...
tentando nos derrubar...
 
E quando caímos,
perdemos o estado de graça...
e somos corroídos pela traça dos vícios...
que geram a morbidez...
a insensatez...
e toda espécie de contradição...
 
Crer no impossível...
É não perder a esperança nunca...
É vivê-la a cada passo dado...
no ritmo do plano salvífico...
que Deus traçou para a nossa vida....
 
Afinal, a força atrativa do Senhor é tamanha...
que nada e nenhuma criatura a consegue parar...
Muito menos o mistério da iniqüidade...
Pelo contrário esse mistério apressa mais ainda...
a segunda vinda do Filho de Deus...
 
Vejam o exemplo da Cruz...
Dela pendeu Jesus...
cumprindo em tudo a vontade do Pai...
Morrendo, matou a morte...
Ressuscitado nos deu a ressurreição...
O que pra nós naturalmente era impossível,
Para Ele não...
 
“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida.
Aquele que crê em mim,
ainda que esteja morto, viverá.          
E todo aquele que vive e crê em mim,
jamais morrerá.
Crês nisto?”
 
“Sim, Senhor.
Eu creio que tu és o Cristo,
o Filho de Deus,
aquele que devia vir ao mundo”. (Jo 11,25-27).
 
Paz e Bem!

Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 29/12/2009
Alterado em 29/12/2009


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras